sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

SINTRA: GANDARINHA...AGRESSÃO IMPUNE?

Atentado que envergonha muita gente...até sintrenses

O que era: A extensão da Casa da Gandarinha degradada

O que se está passando com a pseudo e natural recuperação da Casa da Gandarinha assume foros de um verdadeiro escândalo, já que de um esperado hotel, circunscrito à antiga construção e seus jardins, surgem monstruosas surpresas.

A amarelo o edifício a recuperar. A vermelho o jardim que foi absorvido pela construção, sendo na ponta um silo para mais de uma centena de viaturas

Há dias, um conhecido sintrense - Ricardo Duarte - abordou a grave situação no Facebook numa verdadeira denúncia do que se está a passar perante alheamento de responsáveis e silêncios cúmplices de quem tenha vendido a alma. 

Outros sintrenses já se têm manifestado e desculparão não os mencionar, mas esta foi uma das últimas intervenções de alerta, de indignação, de repúdio pelo atentado cometido numa zona que a Unesco definiu como Património da Humanidade.

Ali, na respeitável Zona Histórica, além do alargamento do espaço da construção, ainda se projecta um silo automóvel, pasme-se, numa zona que exige o maior respeito e deveria ser oficialmente protegida dos desmandos dos políticos. 

Aborda-se hoje a Gandarinha, como se deverá abordar amanhã e depois, para que se não esqueça a indignação que os sintrenses sérios sentem perante decisores que nos gabinetes vão decidindo estes atentados impunemente.




Zona do silo automóvel, público

Com que tristeza aqui apresentamos estas imagens e deploramos que os políticos responsáveis se tenham ajustado, de forma tão negativa, às alterações introduzidas que descaracterizam completamente o local e a História. 

Pior, os sintrenses doravante de má memória, que passam por nós e fingem não se  aperceber, que ainda têm o arrojo de querer passar por campeões das lutas pela defesa histórica, mas a quem a sensibilidade cívica se perverteu.

Há responsáveis e não podem ficar impunes. 

É esta a nossa vida, onde devemos resistir. 


2 comentários:

João Diniz disse...

Continuando o descaramento, para desgraça de Sintra, o proprietario comprou a casa ao lado, maneira de calar a vizinhança. É Sintra e Portugal no seu melhor

Fernando Castelo disse...

Caro João Diniz,

A nossa já longa vida podia ter ficado sem as últimas ofensas que têm sido feitas à nossa terra. Era tempo dos políticos perceberem que esta é uma terra de bem, de sonhos centenários, onde os traidores foram vencidos há tantos anos.

A Gandarinha é uma das maiores - se não a maior - ofensa por que passamos.

Com políticos destes só há uma solução: exigir que se vão embora.

Um abraço