terça-feira, 21 de janeiro de 2020

SINTRA: SR. PRESIDENTE...OS CANTOS DE SEREIAS...

Perigo de sereias aduladoras

Temos para nós que Sua Excelência, com a sua perspicácia, já identificou algumas sereias aduladoras, com pouco cheiro a mar mas muitas escamas na mente.

A termos razão, poderia Sua Excelência evitar que tentem banhar-se nos aposentos camarários oficiais ou para-oficiais, pois sereias são amiúde perniciosas.

Belos tempos aqueles em que o autor destas linhas era avisado pelo Mestre-Escola de que "as sereias só cantam ao comandante...para afundar o navio". 

Palavras não esquecidas do Professor Passos, um Homem de vocação republicana que, em 1948, nos ensinava a fugir das metamorfoses usadas por sereias. 

Sereias que "cantam" nas ondas 

Sereia que seja perfeita só dirá a Sua Excelência coisas belas, das que gosta de ouvir, numa miscelânea tão paradisíaca que lhe criará sonolência adormecedora.

Sabe-se que as sereias vivem da onda, escorregam nuns limos, mas com fingimento estudado sereia que se prese não desiste de comer crustáceo que apareça.

Entre vénias de elegância - sereias deliram fazer vénias - surge o escaparate de apetites guarnecidos com presunçosas elevações na espuma das ondas.  

As sugestões surgem mais frequentemente e podem deixar Sua Excelência confundido entre a realidade e a ficção, pois sereias não mostram o que são.

Canto I - Câmara e trânsito

Uma pedonal incómoda...

Há dias, à boleia de (falsas) preocupações, mas no interesse pessoal e de automobilistas, ressurgiu a tentativa da única pedonal de Sintra passar a ter trânsito.

Aquela parte pedonal da Heliodoro Salgado, onde apesar dos abusos e falta de civismo os peões têm o seu espaço, é um incómodo inacreditável a certas gentes. 

Quando presidentes de Câmara insuflam ar em peitos de sereias...elas incham e, entre doçuras e cantos eruditos, fazem as sugestões típicas de más amantes.

A pedonal da Heliodoro Salgado é dos peões e em nada contribuiria para soluções no trânsito, antes pelo contrário seria forte motivo de agravamento.        

Canto II - Câmara a "proteger" senhorios

As sereias também sabem disfarçar os seus cantos...quase apelando que a manutenção  externa de edificações possa beneficiar de apoios aos senhorios...

Não deixam de ser curiosas tais sugestões onde - praticamente salvo uma ou outra  excepção - os edifícios se encontram em estado perfeitamente aceitável.

Será que tão simpática sugestão, que qualquer senhorio agradecerá, se ajusta a algum caso específico e, dessa forma, impediria o aumento das rendas?

Evidentemente que, a ter êxito tal sugestão, os senhorios ficariam imensamente gratos à sublime intervenção do inquilino, esvaziando pretextos de actualização. 

Todavia, a Câmara dispõe do mecanismo de agravamento do IMI para os proprietários  de edifícios degradados, forma de pressionar à conservação dos imóveis.

Sereias agora protectoras dos senhorios? Merecem compensação...

Sereias...astutas...




quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

SINTRA: DÁ QUE PENSAR...ENGANO OU MANIPULAÇÃO?

A matéria (des)informativa a que somos bombardeados, umas vezes "temos" o que não há e outras que "vamos ter" o que talvez não suceda, leva-nos a meditar. 

Colando-se às deambulações no trânsito voltaria a velha ambição dos veículos se misturarem com pessoas na única pedonal de Sintra...a Heliodoro Salgado.

Um velho sonho que libertaria algum inquilinato de uma pouco significativa volta, alheio aos reflexos negativos daí decorrentes mas ajudando ao caos local.

Voltemos ao tema...

Depois do oneroso parque da Cavaleira que nos vai custando cerca de 386€ por dia e é de uso quase nulo, surgiu a estranha identificação do do Ramalhão.

Segundo o Google Maps, aquele local sujo e esburacado é identificado por "estacionamento com garagem". Clicando...liga-se ao palácio da Pena.


Retirado do Google Maps

Quem prestou esta indicação ao Google Maps? Com que intuito é feita a ligação à Pena? Ou isso terá a ver com transbordos que são feitos para viaturas da Scotturb?


Como se sentirão os visitantes que acedem a esta informação? Que opiniões formarão sobre os sintrenses e as informações que usam para captar turistas?

Estaremos perante um simples caso de engano ou é uma mais profunda forma de manipulação? Até porque se suporta numa informação falsa. 

Só faltava esta...que até parece desviar-nos dos gastos inúteis da Cavaleira...

Sintra a ser envolvida nestes jogos sem controlo que a envergonham.

BASTA! HAJA RESPEITO.


terça-feira, 14 de janeiro de 2020

SINTRA...TRÂNSITO...TOPONÍMIAS...E...SURREALISMO

Trânsito em Santa Eufémia


Aos poucos, devagarinho, certamente com apoio ou indiferença, aos munícipes para quem Santa Eufémia é um espaço sagrado...só surgem impedimentos no acesso. 

Ruas de Santa Eufémia e Miguel Torga 

A planta acima, tirada hoje do Google Maps, mostra com rigor a última informação sobre o acesso a Santa Eufémia e seu miradouro, descendo a Rua Miguel Torga.

Antes não era assim...a Rua Miguel Torga tinha dois sentidos (ia até às instalações da Pousada e depois da GNR). A de Santa Eufémia ia ao Adro e regressava. 

Sem se saber quem deu cobertura, a Parques de Sintra construiu uma rampa entre Santa Eufémia e o portão dessa empresa, sendo o Adro da Igreja sua serventia. 

E colocou sinais, disto e daquilo, limitando e proibindo a seu uso. 

Agora, a parte de cima da Rua de Santa Eufémia, passou a uso restrito da Parques de Sintra e quem ela autoriza. A entrada do Adro tem sinalização ameaçadora.

Via que foi construída...agora com sinalização luminosa

O Adro da Igreja, propriedade do Patriarcado, passou a ser devassado nos dois sentidos de acesso e regresso por viaturas que se dirigem ao Largo do Pousada.

Ora a Planta indica o trânsito local, mas a realidade é diferente, pois no Largo da Pousada foi colocado um sinal proibindo trânsito descendente na Miguel Torga. 

Sinal na parte de cima da Miguel Torga sem registo camarário no verso

Por sua vez, na parte de baixo da Rua Miguel Torga, também um sinal proíbe a entrada nessa Rua em sentido ascendente. 

Isto é, a Rua Miguel Torga nem desce nem sobe...é Rua Proibida. 

Pergunta-se: Quem manda em Sintra? Quem fixa ruas e circulações?

🔃 

Toponímias

Como funciona essa coisa da atribuição de nomes a Ruas? Aparentemente deve existir algum rigor, um suporte credível pois não se dão nomes a granel...

Então quando são nomes de pessoas Ilustres, a respeitabilidade do homenageado deve ser garantida a partir do suporte da proposta para a sua atribuição. 

Seria bom podermos apreciar a proposta para o nome de duas Ruas, uma certamente em estilo do Estado Novo para a Rua Miguel Torga, médico e escritor.

Rua sem casas, de trânsito proibido em dois sentidos, só muros e árvores

Senhores presidentes da Câmara e da União de Freguesias de Sintra, por favor entendam-se e assumam as posições de autarcas junto da Parques de Sintra. 

A outra, mais moderna, para honrar o grande artista plástico Júlio Pomar. Deveria ler-se o que foi escrito para a atribuição do Seu nome a esta Rua em Mem Martins.

Surrealismo é o mínimo que se pode dizer

Senhor presidente da Câmara, Senhor presidente da Junta de Freguesia de Algueirão-Mem Martins, não entenderão que isto é uma vergonha além de perigo?

Vá, conversem, vejam quem tem de resolver isto antes das eleições e, por favor, ao menos respeitem os homenageados que eles bem o merecem.

Em cada dia, em cada hora, se vai notando como Sintra falha. 

Sintra não merece isto. 


quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

SINTRA...COMO É POSSÍVEL? PARQUE NATURAL?

Hoje em dia nada nos admira em Sintra. Chegámos à situação de tal forma grave que só devemos deplorar personalidades eleitas sem empenho na causa pública.

Por causa disso - e só por isso - não enjeitemos os reflexos na sociedade, o alheamento quase colectivo do que se passa no ponto de vista da gestão do território.

O empenho colectivo enquanto êxito das sociedades, esboroa-se e atinge profissionais qualificados ou serviços que tinham êxito antes de maus políticos.  

A última coisa que um autarca com A grande deveria ambicionar era o conforto das suas mordomias, a exibição do poder ou da falsa importância que constrói.

Claro que, este panorama, é sempre aproveitado por alguns pavagaios (não deixe de clicar para rever o estilo) , cujas ambições disfarçam entre críticas e louvores.

Parque Natural


A placa ainda lá está: "Parque Natural de Sintra Cascais", "Bem-vindo", "ICN" este certamente dizendo aos passantes "Instituto da Conservação da Natureza".

O local, em plena Estefânia, na verdadeira Estefânia da história de Sintra e não inventada, apresenta há anos as imagens desoladoras que nenhum responsável vê:




Será que Sua Excelência, comodamente sentado na luxuosa viatura que os munícipes suportam para se deslocar ainda não teve curiosidade em ver isto?

É na Estrada de Chão de Meninos e dá entrada para a que seria uma maravilhosa moradia se recuperada, rival até do Mont Fleuri que Sua Excelência tanto gosta.

Fica-nos até a dúvida se o Presidente do Conselho Directivo do ICN (Nuno Banza) não terá já visitado Sua Excelência em Mont Fleuri ou noutro local qualquer. 

Se tal não aconteceu, convide-o a visitar este local e, por favor, actue. 

Sintra não merece isto...e não podemos dizer que #é este o caminho". 



NOTA IMPORTANTE:

Não é na Volta do Duche