quarta-feira, 23 de agosto de 2017

SINTRA, ANDAM UNS PATIFÓRIOS À SOLTA...

Enquanto dormimos, uns patifórios a quem o trabalho não cansa e que beneficiam da pouca presença das autoridades, dedicam-se a danificar bens alheios.

Casas, muros e garagens, onde os donos investem economias para as melhorar e se cansam - quase sempre - a pintá-las, surgem pela manhã emporcalhadas. 

Os dinheiros públicos são rapidamente postos em causa, ou num abrigo de transportes, ou numa pintura em equipamentos urbanos. Na Abrunheira:

A última façanha destes energúmenos

Há uns dias, a façanha teve outros contornos numa viatura que estava estacionada:


Sabemos de situações em que o proprietário limpa tudo, pinta de novo e...dois ou três dias depois, tudo fica agredido, causando novos trabalhos e despesas. Mais:






Esta é uma pequena amostra do que, impunemente, tem sido feito ultimamente.

São as autoridades que devem investigar para responsabilizar os autores. 



segunda-feira, 21 de agosto de 2017

SINTRA: IMI NO FANTÁSTICO MUNDO DO SITE CAMARÁRIO

O site camarário que é nosso...de todos

Somos do tempo em que as forças de oposição tinham espaço camarário disponível, onde expressavam as suas opiniões, projectos e perspectivas de futuro para Sintra.

Hoje, certamente com a concordância (não se conhecem posições contrárias) de todas as forças que constituem a Coligação que governa Sintra, esse direito acabou. 

O site camarário - de todas as forças eleitas - que todos suportamos, está apenas em serviço parcial, com aparente centralismo.

E os democratas que exultem...que convivam...deixando outros de fora. 


Redundante invocação do IMI


INQUÉRITO À MAJORAÇÃO DO IMI

tal como o Presidente da Câmara prometeu à TSF em 13 de Abril deste ano. Aguardemos que a TSF reveja o conteúdo do prometido naquele dia. 

E, se desiludido por, passados 130 dias, nada se saber do cumprimento da palavra dada pelo Presidente Camarário Basílio Horta, mais espanta o site camarário. 

Com efeito, hoje e bem cedo, no site e à esquerda - temos em "caixa" bem destacada: SINTRA DEVOLVE 8,1 MILHÕES EM IMI - MENOS IMI PARA TODOS 


ligando qualquer incauto à (des)notícia de 13 de Abril, saída após a confusão gerada pela aplicação da Majoração, onde a foto de Basílio Horta se destaca. Ao "DEVOLVE" corresponde ""No final do ano de 2017...terá devolvido..."


Isto, em Política e na vida, tem um nome.

Trata-se, tudo o indica, de um fantástico site, que um dia destes qualquer Organização se lembrará de premiar pelas boas práticas. 

O que admira é a passividade com que isto se passa. 

Sintra não merece isto. 


domingo, 20 de agosto de 2017

MILOSZ...OS TEMPOS, TECNOLOGIA E SENTIMENTOS


Passou-se há dias...Milosz, gentil fotógrafo à lá minuta, na sua Excelência, propunha-se tirar-me uma foto para recordação futura, tal como nos tempos em que era criança.

Por momentos, revi o homem magro que, praia fora, com máquina e expositor de fotos ao ombro, nos fazia correr para vermos alguma jovem em fato de banho...

Pensava, na inocência de uma criança, que as fotos mostravam a alma.

Recordei que, esse mistério das fotografias, me fez comprar a meio dos anos 50 do século passado uma máquina Zeiss Ikon com um fole que parecia pano encerado.

Usava rolo largo, ajustava-se a abertura e a velocidade, um clique e, um pequeno manípulo, rodava para nova fotografia. A revelação, mais tarde, mostraria a obra.

Com a evolução tecnológica, nos finais dessa década, a máquina de fole descansou e foi substituída pela Arette IB para filmes em 35mm que aqui mostro: 



De então para cá, várias máquinas têm acompanhado a minha vida, sabe-se lá perseguindo que sonhos, que ilusões, que sentimentos escondidos nos rostos.

Sinto que perdi esse meu projecto, esse desejo de conhecer para estar avisado.

Milosz e os sentimentos

Com cortesia, senti-me na obrigação de dizer a Milosz que, ao longo das vidas, todas as fotos esbarram com os rostos, sem sabermos o que está para além deles.

Até hoje, nenhuma tecnologia ainda conseguiu que - para lá do rosto - se acedesse ao pensamento, aos sentimentos, às emoções que disfarçamos quando podemos.

Talvez seja bom para todos nós. Pelo menos, para os que guardam momentos belos ou de sofrimento. De sonhos realizados ou sem resposta. As dores da desilusão.

Como seria útil, ver-se - por detrás de um sorriso farto - a realidade dos pensamentos, os princípios nos procedimentos, os sentimentos tantas vezes falsos.

Preferi dar-lhe um abraço de saudade pelos tempos da infância, pelas fotos que, em tempo curto, me faziam sonhar vendo aquele escaparate cheio de outras vidas. 

Nesse abraço, sem palavras, ficaram muitas palavras e sonhos.  


Felizmente a tecnologia ainda não consegue evitar que sejamos humanos.

Um Bom Domingo para todos e...para o Milosz. 


quarta-feira, 16 de agosto de 2017

SINTRA: SR. DR. BASÍLIO HORTA, CONHECE "O CAMINHO" ?

Alguns seguidores de Sua Excelência andarão atarefados na colagem de painéis políticos onde um rosto parecido pretende deixar a mensagem "#é este o caminho".

À direita, em baixo, o símbolo partidário é subalternizado ((é no Partido que se vota), sabendo-se que no Marketing Político a imagem a reter deve estar em cima. 

Temos então Sua Excelência como dinamizador extra-partidário de um "caminho" que não conhece e que parece prometer seguir, sem que os passos sejam adequados. 

Se Sua Excelência conhecerá tão mal o caminho que o rodeia, como se permite garantir que "# é este o caminho" sejam quais forem as intenções que persegue?

Vamos mostrar-lhe o desleixo em 436 metros (a partir dos Paços do Concelho) que quase todos os dias percorrerá. Sem zeros a mais ou a menos...consoante o gosto.

Se a mais ambicionar, teremos todo o gosto em lhe mostrar muitos mais "caminhos" para os quais o slogan "# é este o caminho" soa a falsidade a toda a prova.   

Imagens inacreditáveis 


Sintra, Rua Alfredo Costa, junto ao edifício da Vereação Financeira

Esta imagem ficará no arquivo do surrealismo Sintrense desde que Sua Excelência por cá apareceu. Nem os "entertainers"  poderão dizer que é de outro tempo...

No logradouro camarário, na Rua Alfredo Costa, a árvore passou a estar suportada com uma pesada peça de pedra talvez retirada de outro património. 

Por favor aprecie a imagem: - verá articulação do portão desactivada e o mecanismo com sintomas de não estar com muita saúde. E o artesanal suporte?

Fazemos votos para que ventos fortes na copa da árvore não façam ceder o pilar do portão, com consequências desastrosas associadas ao derrube.

Vinte (20) metros à frente, no Casal de S. Domingos (onde Sua Excelência passará quase todos os dias) o desleixo não lhe permitirá dizer que "# é este o caminho".   

Sintra, Casal de S. Domingos...espaço camarário que desmente o "slogan" eleitoral
      
Menos de 100 metros mais acima, #é este o caminho" que Sua Excelência tem mantido há longo tempo, onde passa e passam, também, milhares de visitantes:

Se aqui também "# é este o caminho"...Sua Excelência ignora Sintra

Tudo na mesma rua ...é obra, certamente, de que não se orgulhará.

A menos de 100 metros, mais acima ainda, na Alameda dos Combatentes da Grande Guerra, continua por recuperar parte dos degraus juntos à Rua Alfredo Costa. 

É um perigo permanente, riscos de queda. Tão barata a reposição dos degraus

Será que Sua Excelência, candidato que usa o slogan #é este o caminho" conhece realmente o caminho? Será assim que julga convencer das virtudes de autarca?

Não é, não pode ser "# este o caminho" sonhado por milhares de sintrenses. 

É um caminho de escolhos...que obriga a escolhas.

O slogan de ocasião não melhora o caminho, apenas ilude. 

Os Sintrenses merecem mais e melhor Futuro.