segunda-feira, 11 de setembro de 2017

SINTRA...SERÁ MESMO "ESTE O CAMINHO"?

Uma pessoa parte e já vai cheio de promessas sobre o "caminho" que por aí pode vir. Por aqui e por ali, com pouca sensibilidade para a realidade, há cartazes a dizê-lo. 

Muitos dias antes da partida, numa Rua que se chama Da Liberdade e que não está interdita a representantes autárquicos nem a serviços municipais, via-se: 

foto tirada esta manhã

Partimos com a esperança de que um qualquer candidato dos que garantem que "#é este o caminho" se apercebesse deste entulho que se arrasta sem limpeza.

De regresso, o lixo lá continua, pelo que não temos hipótese de saudar um oficial candidato autárquico pelo zelo do bem estar local, higiene pública e limpeza urbana. 

Além desta tristeza, ao passarmos na Rua Vasco Santana, tivemos outra desilusão, esta para nós novidade, que não para quem sente que "# é este o caminho":


Fotos de hoje 

Obviamente que os autores da proeza deveriam ser identificados pelo feito e assacar com as consequências, certamente uma descarga em viatura pesada. 

Todavia, o abandono que se verifica por toda a zona, a falta de corte nos passeios, a acumulação de lixos, sem que os serviços camarários actuem influenciam. 

Certamente, desta forma de ausência de limpeza urbana pelos serviços municipais, leva pessoas mal formadas a atitudes destas. Mas mão terá sido com este contributo para aliviar despesas que agora se exibem muitos milhões no mealheiro?

Fica a contradição entre o dizer-se - quantas vezes sem a noção disso - que #é este o caminho" e a realidade das políticas praticadas e agora prometidas.

Se os promitentes pensam que "# é este o caminho", então que nos salvem deles.


3 comentários:

Margarida Mota disse...

Meu querido amigo,ainda bem que já voltou.Desta vez,não posso estar de acordo consigo nas culpas que pretende atribuir às situações relatadas.Desculpe mas antes desses de quem fala,os tais do #é este o caminho,deveria lançar também algumas aos quegovernam esta freguesia de que fala e que se encontra num total estado de abandono,em áreas que são da sua competência.Diga-me lá,alguma vez responderam às suas queixas?Em muitas coisas dou-lhe razão mas neste e noutros casos,parece-me forçado demais,atribuir as culpas sempre aos mesmos.
Abraço amigo de sempre

Fernando Castelo disse...

Minha Muito estimada Amiga, como sabe - e bem - esta matéria é do foro municipal (porque os SMAS fazem parte do Município, no seguimento da integração da HPEM).

O Presidente da HPEM é o Presidente da Câmara.

Claro que não é ao Presidente da Câmara que compete estar atento...mas deve estar atento aos serviços e como funcionam. O lixo que se vai acumulando resultará, em boa parte, dos "circuitos" programados e que ao serem reduzidos...também "ajudam" a haver muito dinheiro. É a política à "Tio Patinhas".

Na verdade há matérias que incumbem à União, mas as nucleares são camarárias. Por exemplo a desratização, lavagem de contentores, ervas daninhas nos passeios e por aí fora, como transportes, soluções de trânsito, escola, centro de saúde.

Como gostaria que estivesse na minha União de Freguesias, melhor, na minha freguesia e que tanto foi sua, mas que nenhum partido se "atreveu" a propor que fosse reconvertida. Vivo numa freguesia ingovernável, maior que o concelho de Oeiras e, como sabe e sei que sente, a antiga Freguesia de S. Pedro de Penaferrim não merecia isto.

Um abraço Amigo.

Fernando Castelo disse...

É verdade, minha Amiga, esqueci de dizer-lhe...votava em si.

Um abraço de novo.