sexta-feira, 11 de agosto de 2017

SINTRA: SR. PRESIDENTE, TAMBÉM SERÁ RESPONSABILIZADO...

Breve reavivar da História - A UNESCO

Embora fosse legítimo, não duvidamos que Sua Excelência sabe o que é a UNESCO. É a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Dizê-mo-lo para ajudarmos ao discernimento de meia dúzia de personalidades que, com responsabilidades, parecem assobiar para o lado...preferindo falar em milhões.

Ora a UNESCO, com o suporte de conhecedores da Sua Riquíssima História, em 6 de Dezembro de 1995 classificou Sintra Património Mundial e Paisagem Cultural.

Protecção Ambiental e Salvaguarda de pessoas e bens na Serra

Descansará Sua Excelência pois não iremos falar na elevada concentração de trânsito na Vila de Sintra e à sua volta, face à incapacidade de a ter resolvido.

Há dias - dizem-nos - havia uma fila de carros parados entre o Ramalhão e Seteais...

A divulgação em Janeiro deste ano de um Protocolo para Sapadores Florestais (p. favor clique para ler), com 5 (cinco) sapadores florestais, deu-nos que pensar.

Várias vezes subimos até à Pena, e nunca por perto nos apercebemos de vigilantes ou outras equipas de bombeiros prontos para o ataque a qualquer evento grave.

video
Esta manhã às 9,05 horas...

Às 10,30 horas, o mesmo "parque de estacionamento" já estava assim:

video


Esta manhã às 10,44 horas

Face às imagens, duas perguntas - pelo menos - se colocam:

- Se Sua Excelência, Presidente da Câmara Municipal de Sintra com assento nas deliberações da Parques de Sintra e os Administradores da mesma, Dr. Manuel Baptista, Dra. Florinda Cruz e Dr. José Lino Ramos se sentem confortáveis;

- Como responderão na eventualidade de um risco que implique a evacuação rápida da Serra e seus "parques" sem meios de combate e viaturas cheias de combustível.

Ora, pela parte de Sua Excelência sabem-se de milhões (certamente sem zeros a mais) para diversos fins mas não para soluções que salvaguardem a nossa Serra.

Há anos que se alerta para os perigos, para os danos ambientais resultantes do atravessamento da Serra de Sintra por milhares de viaturas ao longo do dia.

Também no Centro Histórico, na Vila que outrora era desejada pelos visitantes pelos seu ar puro, ainda Sua Excelência não investiu em aparelhagem específica para medição dos vários gases poluentes libertados por diversos tipos de viaturas.

Senhor Presidente, Sua Excelência também será responsabilizado pelo que está sucedendo, agora que está em final de mandato sem ter prevenido estes riscos.

Sintra não pode estar à mercê da sorte, exigindo soluções que têm sido descuradas.

Exactamente pelo exposto, não "#é este o caminho" que desejamos. 




Sem comentários: