domingo, 7 de agosto de 2016

PORQUE É DOMINGO: VIAGEM PELO MÓNACO E...O DISFARCE


Na nossa vida colectiva, ressalta-nos muitas vezes o disfarce militante, embuçado, de ajuste, consoante a previsão de futuro abra uma nesga de qualquer coisa. 

E, se agora há dias para tudo, também poderia - sem se ofender quem quer que seja - haver o Dia do Disfarce, a medalha do dito ou até uma Estátua em local nobre.

Um pouco da história do Mónaco

Conta-se que em 1297, em noite de tempestade, um encapuçado bateu à porta da Fortaleza do Mónaco pedindo guarida. As sentinelas abriram os portões e logo foram massacradas pelo falso frade e pelo exército de Francisco Grimaldi.

Francisco Grimaldi ficaria conhecido na história como "o traiçoeiro". 

O Mónaco era utilizado pelos gregos desde o século II antes de Cristo e, no século XII depois de Cristo tinha sido oferecido à República de Génova. 

Com pirataria e assaltos às regiões vizinhas, Grimaldi conseguiu sobreviver. Hoje a família Grimaldi continua a viver e governar no Mónaco. 

A estátua que acima reproduzimos, uma homenagem ao disfarce, encontra-se no largo fronteiro ao Palácio Real, confirmando a história que se conta sobre o Mónaco.

Mónaco de hoje

Hoje, no Mónaco concentram-se das maiores fortunas mundiais. Monte Carlo é um local fantástico para quem deseje fazer gala dos seus dotes e exibicionismos.

   video
Num espaço com menos de 20 x 20 metros esta concentração de bólides com os proprietários entregando as chaves aos porteiros...para os arrumarem







O famoso Café de Paris

O rochedo está interiormente aproveitado com vias rápidas, grandes espaços para estacionamento de viaturas (especialmente autocarros de turismo) e até construções sobrepostas para responderem às mais variadas solicitações.

O Casino e outras estruturas existentes e vocacionadas para o Jogo, estão permanentemente cheios de visitantes, garantindo receitas diárias de milhões.

Votos de um Domingo bem passado...


Sem comentários: