domingo, 7 de dezembro de 2014

SINTRA: HOJE, AMANHÃ, ATÉ DIA 23, VISITE O REINO DE NATAL

O Reino de Natal é uma feliz iniciativa da Câmara Municipal.

Nestes dias, com bom tempo, venha até Sintra, tenha ou não pequenada.

No Palácio Valenças, vestido de São Nicolau, D. Fernando, com familiares, dá as boas vindas aos visitantes, fala da tradição da Árvore de Natal e explica regras da Corte.


video
Apreciem o som de uma relíquia

Perto, no Parque da Liberdade, miúdos e adultos têm fortes motivos para se sentirem felizes, entre miniaturas de casas e caminhos decorados a propósito da Quadra Festiva.






Nas antigas instalações Museu do Brinquedo tem um Bazar de Natal, uma visão de que futuro se poderá fazer muito mais para enriquecer o próprio comércio local.


Bancas de solidariedade: Associação Cultural Simples Partilha, de Mem Martins; Olho Vivo Mega(@)activo, de Queluz; Ser Alternativa, de Mem Martins; Associação Coração Amarelo (Cruz Vermelha) e Liga dos Amigos da Terceira Idade Os Avós, de Sintra. 


Mais as bancas das C.E.C.D. de Mira Sintra; A.F.A.P.S. da Serra das Minas; Fundação António Silva Leal; ARPIMA, de Monte Abraão; ARPIM de Massamá; Santa Casa da Misericórdia de Sintra; Creche Sempre em Flor, de Mem Martins


Não falta o artesanato com bonitas peças para adquirir.


Pode apreciar-se a arte desta Senhora, tão empenhada no seu trabalho.


Até presépios e decorações sempre oportunas para alegria das famílias.

Tem, pois, fortes razões para aceitar este modesto convite. 

Venha a Sintra. Em Sintra recebe-se bem!



NOTA IMPORTANTE: Se vier de carro, hoje e amanhã recomenda-se que, no Ramalhão, siga pela direita na direcção de Chão de Meninos, descendo então para Sintra. Ao fundo da descida siga à direita e procure estacionar no parque do Urbanismo, onde há muitos lugares disponíveis.  

Evitará incómodos desnecessários.







2 comentários:

Anónimo disse...

Eles vieram todos!!! O trânsito parou!!! E, quem cá mora e não tem saúde para ir e vir a pé não teve hipóteses de ver nada!

Fernando Castelo disse...

Estimado ou Estimada Anónima, não se pode colocar a questão dessa forma. Então a mesma situação não se coloca naqueles dias de Verão, como sucedeu recentemente, com tudo bloqueado? E não sucede a caminho da Serra, um verdadeiro escândalo de poluição? Em termos adequados a um Centro Histórico posso dizer que, pelo mundo fora, é dos poucos onde os carros acedem. E as pessoas desses Centros não ficam com preocupações sobre o ir ou vir a pé...talvez porque por lá se anda muito a pé. Como saberá, há muitos anos que alerto para os engarrafamentos em Sintra e nos últimos 12 anos o que vimos foi...nada. Talvez agora. Os meus cumprimentos e grato pela visita.