domingo, 31 de agosto de 2014

PATAHA FLOUR MILLS, EXEMPLO DE INICIATIVA TURÍSTICA...

A Moagem que virou Museu 

A pequena cidade de Pataha desenvolveu-se junto à ribeira por onde a tribo Nez Perce fazia a travessia das Montanhas Rochosas, hoje partilhadas pelos EUA e Canadá.

Antigos membros da Tribo Nez Perce

Ora, no princípio do Século XIX, tornava-se necessário conhecer a América do Norte, pelo que dois oficiais (Lewis e Clark) foram nomeados para a necessária exploração, estabelecendo um trilho que passava perto de Pataha.

Aproveitando a água da ribeira de Pataha como energia, em 1879 construiu-se uma Moagem de Cereais que desenvolveu a economia da região enquanto se esperava pelos caminhos de ferro. Como a estação viria a ficar longe, a Moagem encerrou.


Sem laborar, em vez de se tornar num monte de ruínas (três pisos) houve quem a recuperasse para turismo industrial, tornando-a um Museu Vivo, com curiosas máquinas, transmissões e equipamentos, em visita guiada por quem a ela se dedicou.


A grande capacidade de iniciativa que se vê naquelas paragens, fez com que também tenham um espaço que funciona como restaurante e onde acabámos por almoçar.

A amabilidade sobre a escolha da refeição foi uma curiosa nota. Mas a surpresa maior ainda estava reservada. Quem nos atendeu, cheio de simpatia e de avental, logo que deixou de atender clientes desapareceu.

Momentos depois, mastigada a excelente refeição, passaram a ouvir-se músicas tocadas em piano, para logo saltarem para órgão, como reproduzimos:   

video
Jon, um alemão na América

Não foi fácil a despedida porque era difícil romper com o artista. 

Do artista, viria a saber que era alemão e de seu nome Jon Van Vogt, pelo que aqui lhe envio uma homenagem de agradecimento pelos belos momentos que proporcionou.

Um exemplo de que, nos tempos que correm, se pararmos o pensamento criativo não progredimos. As dificuldades da sociedade moderna obrigam a novas mentalidades, reconversão de atitudes, fim do palavreado e dos egos.

Um abraço de apreço para o Jon.

Obrigado pela lição.


A Moagem é um Museu particular, rentável graças à diversidade da oferta a quem a visita. Subsídios? Estariam perdidos se fosse esse o seu objectivo.




Sem comentários: