segunda-feira, 9 de maio de 2011

AFINAL HÁ OUTRA...BANDEIRA


A Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) é uma muito independente organização não governamental,  prestigiada na Europa pelos confiantes indicadores (qualidade das praias) que fornece a milhares de turistas.

Daí que, por todo o nosso país, a exibição das bandeiras azuis seja um grande motivo de orgulho dos municípios detentores de tal honra, face às exigências que as regras fixam.

Mas Sintra é diferente.  Entre Mafra e Cascais, na costa sintrense, não existem bandeiras azuis, segundo consta - e custa a acreditar que assim seja - porque os nossos autarcas/gestores discordam das regras de atribuição da ABAE. 

A confirmar-se a teoria da discórdia, talvez estribada em olhos bem abertos e perscrutadores que se dedicaram exaustivamente ao texto das regras, aquela bandeira azul, que há anos é prova de confiança de banhistas e turistas, em Sintra pouco vale.

Mas descansemos. Há a outra...

Graças à incansável dedicação prometida, tudo indica que vamos ter uma bandeira azul e amarela (as cores de Sintra) assim como que concorrente da só azul e branca que já tivemos.

A nova bandeira,  cujas regras de atribuição se adequarão às exigências autárquicas – senão a escolha seguiria cor a cor até à decisão final – tem o nome charmoso e romântico de "QualityCoast" e  foi atribuída por uma organização com sede na Holanda, a EUCC - The Coastal & Marine Union. 

É verdade, esquecia que o prémio será entregue em Chipre, dentro de dias.  

Com as dificuldades que atravessamos, como será constituída a comitiva que vai receber o prémio?

Mais uma grande realização dos mentores do turismo sintrense.

2 comentários:

Anónimo disse...

Interesante reconocimiento a Sintra. Pareciera un lugar que debe visitarse cuando vayas a Portugal. Espero con ansia esta visita que tenemos planeada y, de ser posible, conocer más sobre este lugar y sus atractivos.

Un abrazo!

Claudia y Jorge desde México

António Luís Lopes disse...

Caro amigo,

saúdo vivamente este seu blogue. Fazem muita falta em Sintra vozes como a sua, isentas e corajosas, para confrontar a vaidade e demagogia de alguns, mais preocupados na "caça" ao voto do que em, efectivamente, concretizar OBRA em Sintra.

Bem haja!

Com um abraço de amizade,

António Luís Lopes